Ferida

Grifonia


Nome em outros idiomas

  • Inglês, francês, espanhol: griffonia

Origem, distribuição

Mamona-selvagem


Nome em outros idiomas

  • Inglês: red physic nut, wild castor, wild croton, wild sultan seed

Origem, distribuição

Trapoeraba


Nome em outros idiomas

  • Inglês: dayflower, slender day-flower

Origem, distribuição

Araruta

 Esta espécie é considerada planta alimentícia não convencional.

Nome em outros idiomas

Sabonete


Origem, distribuição

Espécie originária da América tropical e subtropical. No Brasil ocorre desde o Pará até o Rio Grande do Sul.

Quina-quina


Origem, distribuição

Distribuição do México até América tropical. Nativa do Brasil, amplamente distribuída em regiões úmidas da Amazônia e Mata Atlântica.

Descrição

Juazeiro


Origem, distribuição

Espécie endêmica da caatinga, bioma exclusivo do território brasileiro.

Descrição

Aroeira-do-sertão


Origem, distribuição

Espécie nativa mas não endêmica do Brasil. Ampla distribuição na Caatinga, ocorre no Cerrado e Mata Atlântica.

Descrição [1]

Maxixe


Nome em outros idiomas

  • Inglês: Cackrey, maroon cucumber, West Indian gherkin, West Indian gourd

Origem, distribuição

Ingá


Origem, distribuição

Nativa da América Latina Tropical. Distribuída por toda a Amazônia, América Central e ilhas do Caribe (Antilhas, Bahamas).

Nomes em outros idiomas

Canela-de-ema


Origem, distribuição

No passado foi considerada endêmica do litoral fluminense, mas atualmente é nativa em vários Estados do Cerrado brasileiro. Ocorrência restrita a ambientes de campo de formação rupestre (solo raso, cresce nas fendas de rochas). Cresce também em localidades edaficamente secas da América do Sul e Central, África e Madagascar. 

Bertalha


 Esta espécie é considerada alimentícia não convencional.

Nome em outros idiomas

Cara-moela


Nome em outros idiomas

  • Air potato, potato yam

Origem, distribuição

Oeste da África e Ásia tropical.

Descrição [1]

Pau-andrade


Origem, distribuição [4]
Nativa do Brasil, Floresta Ombrófila Mista, Floresta Ombrófila Densa, Floresta Estacional Semidecidual, de Minas Gerais ao Rio Grande do Sul.